terça-feira, 19 de janeiro de 2016

SÉRIE DONOS DO MUNDO

Série Donos do Mundo
1- Primeira Opção
2- Proposta Irrecusável
3- Regra do Coração
4- Devoção total
5- Paixão Verdadeira
6- Doce Segredo


6-Doce Segredo




Brock Maddox vivia para sua empresa, até permitir que uma mulher se colocasse entre ele e os negócios.

Traído por Elle Linton, sua amante e também secretária, ele descobriu, ao confrontá-la, um segredo ainda maior: ela estava grávida... Teria um filho seu!
Determinado a não mais perder o controle de sua vida, ele a convenceu a se tornar sua esposa. 
Um método seguro de mantê-la sob sua vigilância... 
E ao alcance de seus braços!
Brock sabia que estava se arriscando a ceder aos encantos de sua adorável esposa... 
Por isso teria de calar a voz do próprio coração e somente pensar no bem de seu futuro herdeiro! 

Capítulo Um 

Brock caminhou pelo corredor do confortável condomínio da Baía Norte de San Francisco e se perguntou, com cinismo, como Elle tinha condições de sustentar tal luxo. 
Ela ganhava bem, mas nem tanto, pensou, apertando o maxilar. 
Elle, sua assistente e amante, o vendera; e agora era hora de confrontá-la. 
Ele não era o presidente da melhor agência de publicidade de San Francisco à toa. Controlando a raiva, estreitou os olhos enquanto batia à porta na manhã ensolarada de domingo. Contou enquanto esperava. 
Um, dois, três, quatro... Ainda estava em choque pelo fato de a amante adorável ter se transformado numa mulher mentirosa e fria. 
Cerrou os punhos. Cinco, seis, sete... A porta se abriu, e a mulher com quem fizera amor sem reservas o fitou com o rosto pálido, os lábios cheios, o cabelo castanho sensualmente desgrenhado, os olhos azuis muito abertos. 
— Brock — disse os ombros se retesando sob o robe de seda branco. 
— Pensei que quisesse manter nosso relacionamento em segredo 
— cochichou nervosa. — É alguma emergência? 
— Digamos que sim. — Descobri quem está vendendo infor¬mações da empresa — ele disse sem preâmbulos. O pavor roubou a cor do rosto perfeito e Elle cobriu a boca com a mão. 
— Sinto muito — gaguejou em pânico. — Eu... Correu dali, deixando a porta escancarada. Brock a observou, desconcertado. 
Mas, que diabo? Entrou no hall pequeno e elegante, fechou a porta e caminhou pelo corredor, escutando o som inconfundível de Elle pondo para fora o café da manhã. A despeito da fúria contida, sentiu uma ponta de pena. 
Ela não parecia doente quando ele a vira na sexta-feira. Minutos depois, Elle saiu do banheiro, ainda pálida. 
Levou a mão à testa e, ao vê-lo, desviou o olhar com um suspiro. Brock a seguiu conforme ela entrava na cozinha de bom tamanho, decorada em tons de ferrugem e creme. 
O contraste do piso claro com as unhas pintadas de vermelho enfatizava sua feminilidade, remetendo-o à visão dela nua, sussurrando seu nome enquanto levava ambos à loucura. 
Afastou a lembrança. — Há quanto tempo está doente? — perguntou, abrindo a geladeira e tirando dela uma lata de cerveja, que serviu num copo. 
— Não estou doente. — A mão de Elle tremia quando ela tomou um gole da bebida. 
— São apenas os tais enj... — Parou e tomou mais um gole. — Não é nada. 
Algo na voz dela o fez prender a respiração. 
Alguma coisa não estava certa ali. Enjôos matinais?... A percepção do que acontecia o atingiu como um raio. 
Não era possível, disse a si mesmo, ainda que seus instintos gritassem o contrário, revelando o que ele não desejava saber. 
— Está grávida! 
Ela fechou os olhos e deu-lhe as costas. 
— Elle — Brock sentia o coração bater nas costelas. 
— Não minta para mim. — Não desta vez! — acrescentou incapaz de ocultar o cinismo na voz. 
— Essa criança é minha? Segundos agonizantes se passaram. 
— Elle...




5-Paixão Verdadeira


Ele recebera mais do que o combinado... 

Doce, singela, atraente e podre de rica, Bree Kincannon era exatamente a esposa que Gavin Spencer vinha procurando. 
Para completar, o pai dela havia oferecido à módica quantia de um milhão de dólares para que ele a tornasse sua esposa... 
Essa era toda a chance de que Gavin precisava para montar sua agência... 
Em um piscar de olhos, já estava cortejando Bree como nenhum homem jamais fizera. 


Porém, Bree logo descobriu a verdadeira história por trás da paixão repentina de Gavin. E bateu a porta do quarto em sua cara. 
Mas era tarde demais para voltar atrás... Gavin se apaixonara de verdade! 
E agora teria de convencer sua noiva de que seus motivos eram bem verdadeiros... 

Capítulo Um 

Humm E agora? O pai de Bree Kincannon acenou para ela do outro lado do salão de baile. 
Um aceno discreto que queria dizer que todo o mundo estava vendo. 
Bree enrijeceu ao vê-lo ele se aproximar, marchando em meio à multidão de pessoas muito bem vestidas. 
Seu pai deixara a mesa no instante em que terminara a sobremesa, a fim de ver e ser visto, como sempre fazia. 
Por seu lado, Bree, como sempre, estava sentada em uma cadeira para ouvir a música e esperar que a noite acabasse. 
Só comparecera porque a festa era destinada a levantar fundos para sua instituição de caridade favorita. Preocupada, ergueu os olhos para o pai, que se aproximava com os cabelos prateados brilhando sob as luzes do salão. A seguir ela notou o homem alto atrás dele. 
Oh, não. Não queria ser apresentada a mais ninguém. Imaginara que o pai já desistira de apresentá-la a cada solteiro disponível em São Francisco. 
— Bree, meu bem, queria que conhecesse uma pessoa. 
Ela sabia essa frase de cor. Já a ouvira muitas vezes ao longo de seus 29 anos de idade, e raramente conduzia a algo mais do que um único encontro constrangido com algum rapaz. 
Mesmo assim, levantou-se e plantou um sorriso nos lábios. 
— Gavin, esta é minha filha, Bree. Bree, este é Gavin Spencer, executivo do setor de publicidade na Maddox Communications. Gavin Spencer estendeu a mão que ela apertou com polidez. 
— Prazer em... Oh, céus! Bree ergueu o rosto e seu coração quase parou no peito. 
Cabelos negros e espessos emolduravam a fronte ampla. 
Uma levíssima sombra de barba escurecia as feições bem-feitas e uma boca larga e sensual. Ele era maravilhoso. 
— Conhecer? 






4- DEVOÇÃO TOTAL

Ele a desejava havia meses, e finalmente surgia a oportunidade de tornar Célia Taylor sua, ao menos temporariamente.

O bilionário Evan Reese sabia que ela estava desesperada para que ele assinasse um contrato com a Maddox Comunicações. 
E talvez Evan o fizesse...

Mas, antes, Célia precisaria acompanhá-lo em um casamento em Catalina. Lá, ele poderia seduzi-la, sabendo que ela também o desejava. No entanto, como Célia reagiria quando descobrisse que estava se passando por sua noiva?

Capítulo Um

Os predadores circulavam.
Célia Taylor estava parada nos fundos do salão de baile, uma taça de vinho na mão, enquanto estudava a multidão.
O enfoque do evento beneficente deveria ser mais prazer do que negócios, porém negócios vinham em primeiro lugar nas mentes de seus concorrentes.
Do outro lado do salão, Evan Reese estava reunido com um grande grupo de pessoas. Ele parecia relaxado, um sorriso fácil tornando o rosto extraordinariamente bonito ainda mais maravilhoso.
Deveria ser crime existir um homem tão lindo assim.
Alto e forte, parecia o tipo de homem que ficaria à vontade num dos trajes de atleta que sua empresa criava e vendia.
Uma aura de confiança e poder emanava dele, e, acima de tudo, Célia adorava um homem seguro de si.
Considerando os longos olhares que haviam compartilhado durante as últimas semanas, ela seria uma tola se não cogitasse a ideia de ver aonde o flerte iria levá-los.
Se ele não fosse um cliente em potencial.
Um cliente que ela queria muito obter.
Célia queria a conta... Seu chefe e agência estavam contando com ela... Mas não dormiria com um homem para conseguir o que queria.
Desviou-se da visão de Evan Reese antes que ficasse muito fascinada somente observando-o.
Vinham fazendo um jogo delicado desde que ele demitira sua última agência de propaganda.
Evan sabia que ela o queria... profissionalmente falando, é claro. Ora, provavelmente sabia que ela também o queria nu em sua cama, mas Célia não ia pensar sobre isso. Talvez mais tarde naquela noite, quando pudesse se dar ao luxo de fantasiar um pouco.
O problema era que sempre que uma empresa grande como a Reese Enterprises demitia uma agência, todas as outras agências rodeavam o cliente em potencial como tubarões. Aquele era um mundo competitivo.
E, na verdade, ela deveria estar lá, paparicando-o como o resto de seus concorrentes, mas preferia esperar que ele a abordasse.
— Célia, que bom que você veio. Já falou com Reese?
Célia virou-se para ver seu chefe, Brock Maddox. Apesar do smoking sofisticado, ele não parecia particularmente entusiasmado.
Ela o estudou.
— Quanta elegância, Brock. Continua arrasando corações?
Os lábios dele se curvaram em desgosto.
— Pare com isso, Célia. Eu trouxe Elle à festa.

3-REGRA DO CORAÇÃO




Ash Williams havia finalmente encontrado sua amante fugitiva.

Após um acidente, Melody Trent não conseguia sequer se lembrar dele, mas Ash estava determinado a descobrir a verdade. Afinal, não poderia ser o pai da criança que ela perdera...
A única forma de tirá-la do hospital e levá-la consigo seria se apresentar como seu noivo. Na Maddox Comunicações ele era capaz de administrar qualquer crise com uma calma glacial. No entanto, com Melody novamente em sua vida, ele precisaria de toda a sua força de vontade para não ceder aos desejos do coração...

Capítulo Um

Abrilm
Ash Williams não era um homem paciente por natureza.
Quando queria algo, não gostava de esperar e, verdade seja dita, ele raramente precisava.
Entretanto foi avisado, quando listou os serviços para um investigador particular, de que encontrar uma pessoa desaparecida poderia levar tempo.
Especialmente se a pessoa que procurava não quisesse ser encontrada.
Sendo esse o caso, se surpreendeu quando recebeu uma ligação do detetive, dois dias depois.
Ash estava em uma reunião com alguns colegas de trabalho, e normalmente não atenderia o celular, mas quando viu o nome do investigador particular na tela, abriu uma exceção.
Suspeitou que pudessem ser tanto más quanto boas notícias.
— Um momento, por favor — disse a seus colegas. Ele se levantou e atravessou a sala, longe dos ouvidos alheios.
— Tem notícias? — perguntou, ouvindo as três palavras que estava esperando.
— Eu achei Melody.
No momento sentiu uma confusa e perturbadora combinação de alívio e amargura.
— Onde ela está?
— Está em Abilene, Texas.
O que ela estava fazendo no Texas?
Isto não era importante agora. O que importava era trazê-la de volta para casa, o lugar ao qual pertencia.
E a única forma de fazê-lo era indo buscá-la. Ele estava praticamente convencido de que poderia fazê-la enxergar que sabia o que era melhor para ela, que deixá-lo havia sido um erro.
— Estou em uma reunião. Ligo de volta em cinco minutos. — Desligou o telefone, virou-se para seus colegas e disse: — Desculpem-me, mas tenho que sair. Não tenho certeza de quando irei retornar. Espero não levar mais do que alguns dias. Informo a vocês quando tiver mais detalhes.
O olhar espantado de seus rostos enquanto Ash saía da sala não era inesperado.
Em todo esse tempo como diretor financeiro da Maddox Comunicações, Ash nunca faltou a uma reunião ou ficou um só dia doente.
Ele nunca se atrasou mais do que cinco minutos e não se lemb
rava da última vez que tirara férias. Muito menos uma que tivesse sido informada com dois minutos de antecedência.
Em seu caminho para o escritório, Ash pediu a sua secretária, Rachel, que não lhe passasse nenhuma chamada e que cancelasse todos os compromissos da semana. Ela arregalou os olhos:
— Uma semana?
Ele fechou a porta de seu escritório e ficou atrás da sua mesa com a cabeça a mil por hora, pensando em tudo que tinha que fazer antes de partir. Ligou para o número do investigador particular, que atendeu no primeiro toque:
— Você me disse que poderia demorar meses para encontrá-la. Tem certeza que é a Melody Trent certa?
— Estou certo de que é. Sua namorada sofreu um acidente de carro. Foi por isso que a encontrei tão rápido.
Melody não era sua namorada. Teoricamente era sua amante.



2- PROPOSTA IRRECUSÁVEL



Flynn Maddox, o obstinado vice-presidente da Maddox Communications, pensava que não tinha mais nada com sua ex-esposa, Renee.

Mas quando descobriu que ainda eram casados e que ela tentava ter um filho dele, Flynn percebeu que jamais deixara de desejá-la.

Era hora de pôr em prática sua feroz habilidade como negociador.
Ele daria a Renee o bebê que ela tanto queria... mas ela antes teria de concordar com alguns de seus termos...

Capítulo Um

1º de fevereiro
O lápis se quebrou nos dedos de Flynn naquela manhã de se­gunda-feira. Esquecendo seus afazeres de contabilidade, ele se levantou com o telefone ainda na orelha e deu a volta na mesa para fechar a porta de seu escritório.
Ele se apoiou contra ela.
Ninguém no sexto andar da Maddox Communications precisava ouvir o que ele pensava ter ouvido da mulher do outro lado da linha ou sua resposta à declaração dela.
— Desculpe. Pode repetir?
— É Luisa, da Clínica de Fertilidade New Horizons. Sua esposa pediu para ser inseminada com seu esperma — uma animada voz feminina disse lentamente, como se ele fosse um idiota.
Naquele momento, ele se sentia como um.
A esposa dele? Ele não tinha esposa. Não mais. Um familiar vazio se instalou em seu peito.
— Está falando de Renee?
— Sim, sr. Maddox. Ela está pedindo sua amostra.
Com a cabeça girando, ele tentava entender aquela louca con­versa.
Em primeiro lugar, por que Renee tentaria se passar por sua esposa mesmo com eles separados há sete anos?
Fora ela quem dera entrada no divórcio no instante em que o período de espera de um ano terminou. E, em segundo, havia a doação que ele fizera por causa de um desafio idiota na faculdade. Uma deci­são nada sábia. A conexão entre os dois incidentes o confundia.
— Minha "amostra" já tem 14 anos. Achei que já a tivessem descartado a esta altura.
— Não, senhor. Ainda está viável. O sêmen, se devidamente armazenado, pode durar mais de cinqüenta anos. Mas o senhor estipulou que seu espécime não deveria ser usado sem seu con­sentimento por escrito. O senhor precisará assinar um formulá­rio para liberá-lo para sua esposa.
Ela não é minha esposa. Mas ele guardou para si aquela negação.
A agência de publicidade tinha negócios com alguns clientes extremamente conservadores. Se um pedaço mínimo dessa história fosse a público, ele poderia perder oportunidades, algo com que a Madd Comm não poderia arcar naqueles tempos de economia apertada.
Ele passou os olhos pelo escritório, o último feliz projeto que ele e sua ex-esposa haviam finalizado juntos.
Quando pedira de­missão de seu antigo emprego e se juntara à agência de publici­dade da família, ele e Renee haviam escolhido juntos a mesa de vidro, o par de sofás creme e a profusão de plantas.
Plantas que, diferentemente de seu casamento, ele conseguira não matar.
Ele e Renee tinham formado uma bela equipe.
Tinham formado. No passado.





1- PRIMEIRA OPÇÃO




Nada impediria Jason Reagert de ganhar seus próprios milhões.

No entanto, sua carreira é ameaçada quando descobre que os momentos de prazer que passou com Lauren Presley tiveram uma conseqüência: ela esperava um filho seu!
Para evitar o escândalo, ele terá de pedir Lauren em casamento. Só que ela não está disposta a se submeter aos caprichos de Jason. E terá de resistir ao seu charme e à sua ambição...

Capítulo Um

São Francisco,
Tirar Lauren Presley de sua cabeça tinha sido mais difícil do que Jason Reagert pensara quando partira de Nova York. 
Mas até ses­senta segundos atrás, ele vinha tentando arduamente fazer isso.
Estava em pé no canto do bar, e barulho de copos batendo, conversas frenéticas e música dos anos 1980 soavam ao seu redor. 
Olhou da foto em seu celular para a mulher com quem estava flertando na última meia hora, então de volta para a ima­gem que acabara de entrar no seu celular, de Lauren Presley celebrando o Dia de Nova York.
Uma Lauren Presley inconfundivelmente grávida.
Jason normalmente não ficava sem palavras... era conside­rado um grande jogador no mercado publicitário, afinal de con­tas. Mas agora? 
Sua mente esvaziou. Talvez porque seu cérebro estivesse subitamente preenchido com visões daquele encontro impulsivo no escritório de Lauren. Aquela noite inesperada... e alucinante... produzira um bebê? 
Ele não falava com Lauren desde então, mas ela não havia telefonado, também. 
Com certe­za, não com nenhuma notícia sobre gravidez. Jason piscou repe­tidas vezes, o bar entrando em foco novamente.
Paredes espelhadas lançavam um brilho colorido ao ambien­te enquanto ele estudava a imagem chocante enviada pelo seu amigo de Nova York. 
Jason forçou uma expressão neutra no ros­to, enquanto pensava na melhor maneira de contatar Lauren. 
Ela lhe mostrara o caminho da porta rapidamente da última vez que eles tinham se encontrado.


6 comentários:

  1. A história proposta irrecusável é muito interessante,a trama tem ingredientes que realmente acabam com qualquer casamento:falta de diálogo,uma sogra intransigente e insatisfações não resolvidas somandas elas destroem uma relação mesmo apaixonada,resultando em uma separação, por tudo isso o casal poderia ter no final da história a concretização do sonho,(não que o final tenha sido um fiasco) mas merecia um final mais detalhado.

    ResponderExcluir
  2. Eu ñ consegui baixar nenhuma estória.

    ResponderExcluir
  3. Esse novo aplicativo meo cloude é muito complicado, ficamos aguardando a liberacao, o box e onedive são menos exigentes, basta ter uma conta, coisa que tenho nos dois.. não gostei.

    ResponderExcluir
  4. não estao baixando os livros por favor consertar o link, queria muito ler os livros

    ResponderExcluir
  5. Livro: "Regra do Coração"
    Linda essa estória, bem escrita, a narrativa apesar de se tratar de uma baita DR não foi cansativa. E foi lindo ver o reconhecimento do amor entre o casal que já estava se perdendo. Na verdade o casal tinha uma bagagem negativa grande pelo passado de suas famílias que interferia na relação atual.

    ResponderExcluir
  6. Não estou conseguindo baixar os livros,o que mudou?

    ResponderExcluir

UMA DICA: PARA BAIXAR SEM PROPAGANDAS, CLICAR COM O MOUSE DIREITO NA CAPA E ESCOLHER A OPÇÃO ABRIR NOVA GUIA OU JANELA.
Não mando livros por email, os livros para baixarem é só clicar na capa. Abrirá o onedrive ou o Box. Então é só clicar no BAIXAR OU DOWNLOAD
Caso algum link não funcione mande um aviso para amoraosromances2@gmail.com